Como afinar violão de ouvido: Parte 1

como afinar violão de ouvido

Como afinar violão de ouvido sem ajuda de instrumentos ou aparelhos

Introdução

Tocar fora de afinação é uma das piores coisas que podem acontecer para um violonista. Não importa o quão qualificado você seja, o quão rápido consegue tocar, ou preciso, se o seu violão ou guitarra estiver fora de afinação ela vai soar ruim da mesma maneira. Basicamente existem duas maneiras populares de afinar o violão: através de afinador e de ouvido.

Naturalmente, afinar através de um afinador de guitarra ou um software é uma maneira mais precisa, e em última análise, melhor. No entanto, inevitavelmente haverá momentos em que você não terá o seu afinador elétrico ou um software contigo, e então o que se faz? O jeito é sempre apelar para afinação de ouvido, então isso torna-se um conhecimento inestimável! Fora que, esta é uma boa maneira de demonstrar o seu nível de interesse como músico.

Embora não seja algo que você desenvolva da noite para o dia, também não exige uma audição sobrenatural na hora de aprender afinar violão. Tudo que você precisa é aguçar melhor o seu ouvido e compreender melhor as notas. Idealmente, a melhor forma de afinar violão de ouvido é através de outro instrumento afinado como referência. Mas como nós sabemos, nem sempre isso será possível, e então não adiantará de nada saber afinar de ouvido mas dependendo de outro instrumento por perto, por isso, veremos algumas maneiras de técnicas de afinar de ouvido de ambas as maneiras, com ajuda de um instrumento e sozinho. Mas por enquanto nesta lição, vamos focar somente no método de afinação sem ajuda de qualquer instrumento por perto!

Principais benefícios de saber afinar violão de ouvido sem qualquer ajuda externa

Então, qual é a vantagem de ser capaz de afinar violão de ouvido? Bem, primeiramente porque se você aprender a ouvir os intervalos entre as cordas e as notas, esta habilidade será transportada também para outras áreas na hora de aprender a tocar violão. Quanto mais você realmente familiarizar-se na relação sonora entre duas ou mais notas / cordas, menos você terá que confiar em outros equipamentos ou recursos externos.

Em segundo lugar, este primeiro método de afinação que irei apresentar, na minha opinião, bate o método padrão de 5 casas, porque em vez de afinar uma corda pressionada (que causa imprecisões naturais), você estará afinando cordas soltas, será uma afinação de corda solta para outra corda solta. Eu uso este método o tempo todo, porque ele se torna o caminho mais rápido de afinar uma vez que você dominar este método.

Outras vantagens deste método que irei apresentar

Outra característica que me faz gostar mais deste método em vez do tradicional, é que aqui as cordas não ficam perfeitamente afinadas em relação as suas afinações padrões (E A D G B e), mas elas ficam muito bem relativamente afinadas em relação às outras cordas. Por exemplo, a corda E (grossa) pode estar ligeiramente abaixo da afinação de Mi (E), mas isso não será problema se as outras cordas apresentarem a mesma relação de afinação com relação as suas notas. Desta maneira, seus acordes sempre irão soar bem!

Esta lição se trata sobre palhetar duas cordas e saber se elas estão afinadas um em relação às outras, sem qualquer ajuda externa.

Nota: Este método não vai funcionar se você estiver tocando com outros instrumentos perfeitamente afinados, ele serve apenas para aqueles momentos que você não tiver nada em mãos, a não ser o seu violão 😀

Então vamos lá!

Conhecendo as suas cordas soltas

Para aprender a usar esse método, exige com que você já conheça a sonoridade das cordas soltas de seu violão, portanto, afine bem o seu violão, sendo tanto com o seu próprio afinador quanto o nosso afinador online de violão e guitarra (clique aqui e acesse).

Muito bem, está com seu violão afinado?

Agora toque todas as cordas começando pela mais grossa até a mais fina.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Realmente é importante conhecer como cada corda soa uma por uma. O que muitos guitarristas não percebem é que, se você dividir e tocar cada corda, por exemplo, a corda E (grossa) e A uma após a outra, isto representa um intervalo de nota específica que você acabou de tocar.

Um intervalo de quarta perfeita para ser específico.

São esses intervalos que você precisa fixar em sua cabeça! Ouça as cordas E e A novamente abaixo e tente absorver o som de intervalo entre cada corda…

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Tente cantar as notas se quiser, isso ajuda na memorização também. Agora faça o mesmo com as cordas A e D – é o mesmo intervalo de quarta perfeita (na verdade todos os intervalos de quarta e quinta são perfeitos), ou seja, a mesma relação das cordas E e A, mas a partir de uma nota diferente.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Agora faça o mesmo processo nas cordas D e G – que é o mesmo intervalo de quarta dos processos anteriores.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Agora quando você chegar nas cordas G e B os intervalos vão ser diferentes. Na realidade eles são intervalos de terceira maior. Tente memorizar esse som de intervalo :)

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

E agora o último intervalo entre as cordas B e E (fina). É o mesmo intervalo de quarta assim como os intervalos dar cordas E – A, A – D, D – G (um pouco maior obviamente).

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Aprenda esses intervalos de som antes de passar para a próxima etapa.

Usando os intervalos para afinar

A razão pela qual eu fiz você aprender a sonoridade de cada par de cordas foi porque com elas você consegue usar esses intervalos como uma ferramenta de afinação. Na verdade, você está usando o seu ouvido como um guia aqui – o objetivo é deixar os intervalos harmoniosos. Se não tiverem, é porque estão desafinados.

Exemplos:

Comece com as cordas E (grossa) e A, o som delas está ok?

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Yep, parece certo. Agora A e D?

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Também está afinada. E agora de D para G?

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Oops! Agora a corda G está com uma afinação muito baixa, por isso precisamos afiná-la. Nós sabemos que é a corda G que está desafinada justamente porque já estabelecemos anteriormente que a corda D estava afinada com a A (e a corda A com a E), assim não tem erro!

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Agora que sabemos que a corda G está ok, podemos então prosseguir com as cordas G e B – lembre-se que os intervalos entras aqui são diferentes.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Ok, não está afinada! Precisamos descer um pouco a afinação dela.

Nota: A corda B é um pouco estranha por causa da natureza do violão, nela você precisa afinar a corda B ligeiramente mais alta do que se fosse pra fazer em um intervalo de 3ª maior natural. Ouça o áudio a seguir para sentir o que acontece se não afinarmos ela um uma frequência um pouco mais alta, e então toque o acorde de Mi maior…

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Soa um tanto fora de afinação com o resto do acorde não é?

Embora a corda B soe perfeitamente afinada em relação à corda G, o violão em alguns acordes não vai deixar soar de forma consonante. Isso é uma constatação pessoal pois de muitos violões que palhetei senti esse probleminha. Então tudo que você precisa fazer é afinar a corda B ligeiramente mais alta para compensa isso (você vai ter que ouvir bem perto para me ouvir afinando).

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Então a dica é afinar em sintonia com a corda G, e depois afinar de novo ligeiramente mais alta. Esse negócio da corda B leva um tempo para se acostumar, mas será algo mais ocasional.

E finalmente, agora vamos verificar se a corda E (fina) soa bem contra a corda B usando o intervalos que nós vimos anteriormente…

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Parece tudo certo!

Afinando violão através da vibração

Se você ainda achar dificultoso afinar violão de ouvido, você pode experimentar o método que será apresentada logo abaixo.

A melhor maneira de afinar de ouvido, de longe, é tocar as cordas em grupos de dois, assim como fizemos anteriormente, mas desta vez teremos que prestar atenção de perto pelo detalhes “vibracionais” ou oscilações entre os pares da 4ª perfeita (nota: isso não funciona com o par de cordas G-B porque o intervalo de afinação delas é diferente).

Esse efeito vibratório lhe informa se este intervalo está perfeito, e então você deve abaixar ou aumentar a afinação até este intervalo estiver afinado e a vibração parar.

Depois de usar esse método por tantas repetidas vezes, automaticamente o seu ouvido irá se acostumar com essas sensíveis mudanças na afinação, e isso é o que chamamos de ouvido afiado e treinado.

Lembre-se, alguns acordes vão soar bem mesmo se você estiver um pouquinho fora de afinação, enquanto outros vão soar terrivelmente ruins. Então torne a ação de “afinar o seu violão com precisão” um hábito regular!

Gostou da nossa lição sobre ‘Como afinar violão de ouvido: Parte 1′ ? Achou fácil de entender ou tem outras sugestões? Fale conosco e compartilhe com seus amigos no Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


+ três = 8