Categorizado | Análises, Destaques, Violão

Tudo sobre madeiras para o tampo do violão acústico

Olá, neste artigo sobre madeiras para o tampo do violão, iremos explicar coisas bem importantes, já que se tornou um assunto vasto nos dias de hoje. Vamos fazer uma análise completa sobre os tipos de madeiras que são usadas no tampo dos violões, com todas as suas características e recursos. Além da enorme proliferação de modelos de violão oferecidos nos últimos 20 anos, há também um aumento vertiginoso no número de tipos de madeiras utilizadas pelos fabricantes de violão, e principalmente madeiras para o tampo, ou madeiras top.

Madeiras para o Tampo do Violão

Alguns dos nomes mais exóticos, como o Jacarandá da Tasmânia ou Tasmanian Blackwood e o Carpathian Abeto ou Carpathian Spruce, eram ofertados exclusivamente individualmente por luthiers que essencialmente construiam violões personalizados um de cada vez. Mas hoje, mesmo os grandes fabricantes como o Martin e o Taylor oferecem violões com madeiras que eram completamente desconhecidas até tempo atrás.

As madeiras exóticas usadas ​​para formar o fundo e as laterais de um violão são bastante fáceis de distinguir umas das outras, ninguém vai confundir um Maple de uma Rosewood ou Jacarandá, por exemplo, ou mesmo de uma Bubinga de um Cocobolo. Mas quando se trata da madeiras para o tampo, as variedades são muito mais difíceis de distinguir. A menos que você esteja pensando em tampos feitos com Mogno ou Koa. A maioria das árvores que são usadas no tampo dos violões são de origem conífera.

Os  Cedros e Rosewoods geralmente podem ser distinguíveis de um Spruce (Abeto), mas o problema é que há pelos menos 4 tipos de spruces largamente sendo utilizados pelos fabricantes de violão. Para a maioria do público, esses 4 tipos de madeiras para o tampo são poucos distinguíveis. Vendo opiniões e reviews de grandes construtores de violões pelo mundo a fora tanto nacional como internacional conseguimos ver claramente a diferença entre esses tipos de madeiras.

Madeiras para o Tampo: Domínio do Spruce

Spruce ( género Picea) é uma das mais difundidas coníferas  do planeta, e mais de 35 espécies distintas são conhecidas. A razão para justificar a tremenda popularidade das madeiras spruces e o porquê ela se impor tanto assim em relação aos outros tipos de madeiras para o tampo, se deve a uma razão simples, porém extremamente importante, é uma madeira com altíssima resistência ao peso, uma vantagem que tanto o Stradivari e os irmãos Wright se aproveitaram.

Embora as opiniões variam muito, todos os fabricantes de violão concordam que os diferentes tipos de spruces embora sejam parecidos, possuem diferentes características tonais.

madeiras para o tampoSitka Spruce (Picea sitchensis): Vem dominando o mercado norte-americano de violões de cordas de aço desde o fim da Segunda Guerra Mundial. O Stitka é a maior árvore da família do spruce, e cresce ao longo da costa do Alaska e ao norte da California nos EUA. Essa madeira é conhecida pela sua resistência e tenacidade, qualidades ideias para os tampos dos violões com corda de aço, que muitas vezes tem que suportar toques mais agressivos, ou seja, são execelentes madeiras para o tampo.

 

Adirondack Spruce (Picea rubens): É frequentemente chamado de Red Spruce, ou Abeto Vermelho em português vem das montanhas Adirondack e da região dos Apalaches também nos EUA. Essa espécime de espruce fora utilizada tanto pela Gibson e pela Martin na era pré-guerra. Essa árvore é menor que a Sitka Pruce, e sofre problemas com desmatamento e chuvas ácidas na costa leste americana.

 

Engelmann Spruce (Picea engelmannii): É outro spruce do lado ocidental americano, mas ao contrário do Sitka ele é raramente encontrado em baixas altitudes. Regiões como a Nova Columbia Britânica, Alberta e Novo México. Com crescimento mais lento devido às altitudes, ela é uma madeira mais suave do que a Sitka.

 

Spruce Europeu (Picea abies ou Excelsa, um termo antigo para a mesma espécie): Comumente chamado de German Spruce ou Spruce Alemão, vem de uma vasta região da Europa desde a Noruega à Itália, e no leste nas montanhas dos Cárpatos em torno do Mar Negro. Embora essas árvores não crescam muito na Alemanha, ela ficou assim conhecida com esse nome pois historicamente ela era muito comercializada pelos negociantes alemães de madeira. Essa madeira tem uma grande admiração pelos construtores de violão clássico, e os instrumentos de aço de alta qualidade.

 

Madeiras para o Tampo: O Cedro e  o Pau- Brasil (Redwood)


madeiras para o tampoCedro Vermelho Ocidental (Thuja plicata): É outra conífera amplamente difundida a partir do noroeste do Pacífico, desde o  sul do Alaska até o norte da California. Ela rivaliza com a Sitka em tamanho. Tem sido favorita obsoluta para violões clássicos por décadas, mas nos últimos anos também tem sido bastante utilizado por violões de corda de aço. Apesar do Cedro ser normalmente conhecido pela sua cor castanha, ao contrário do spruce com cor mais amarelada, alguns  Cedros sendo usados como madeiras para o tampo  possuem um castanho tão claro que fica difícil distinguir de um Sitka Spruce mais escuro. O Cedro é mais suave e frágil do que o Spruce usado na construção de violões, por isso merece um tratamento mais cuidadoso, tanto pelo luthier quanto pelo violonista. Mas mesmo assim, é uma das melhores madeiras para o tampo, ou madeiras para fabricação do tampo.

Redwood ou Pau-Brasil (Sequoioideae): O  soa muito mais como um cedro do que como um spruce, embora seja geralmente mais forte do que o cedro. Ele também é mais propenso a rachaduras e quebras quando derrubado ou golpeado.

 

E quanto a sonoralidade?

Mas como soam esses diferentes tipos de madeiras para o tampo do violão? Ao colocar essa questão a maioria dos fabricantes de violão irão responder: “Mas comparado com o quê?” Como Bob Taylor diria, você não pode falar sobre o som de uma espécie de madeira sem compará-la a outra. Com certeza o Sitka Spruce é o tipo de madeira top ou o tipo de madeira para o tampo mais comum usado nos dias de hoje em todo o mundo, ele às vezes pode ser subestimado por ser tão popular, embora não possa ser o tipo de material ideal para determinados estilos, esta é uma madeira muito versátil.

O Engelmann spruce é frequentemente descrito como mais suave em comparação como Sitka Spruce. É mais leve no peso e claro na cor respondendo bem ao leve toque. Alguns dizem que essa madeira é melhor em violões menores, com menor tensão nas cordas. Qualquer luthier ou profissional que conserta violão sabe que ele não é tão resistente quanto o Sitka Spruce, por isso, é mais facilmente danificado.

O Adirondack é mais do que apenas bom no seu alto volume, ele também tem uma vasta gama de tons. É o tipo da madeira que agrada tanto pessoas que tocam com a palheta quanto só com dedilhados. A sua única desvantagem vem do seu alto custo, com o crescimento da demanda aliado ao agravamento de menor área nativa para essa espécie de árvore. É uma madeira que apresenta também maior variabilidade na textura e cor.

De todos os Spruces o Spruce Europeu ou Alemão é o que possui uma maior gama de opiniões distintas. Isso se deve ao fato de sua vasta região territorial percorrendo por grande parte da Europa. Uns dizem que ele apresenta maior clareza e brilho no seu som, dando um bom visual ao violão. Enquanto outros como os fabricantes Taylor acham ele mais próximo de um Engelmann. Em suma, a maioria concorda que o Abeto europeu  ou Spruce europeu soa diferente de um Sitka Spruce, mas as descrições em quais pontos eles se diferenciam isso é variado.

Quando se trata de  Red Cedar ou Cedro Vermelho ocidental as opiniões são mais uniformes, se enquadra bem aos violonistas com toques mais leves que usam mais o fingerstyle, porque ele responde de forma mais rápida as diferentes tonalidades acústicas, mesmo em volume baixo. É mais difícil de achar opiniões sobre o Redwood, pois é menos fabricado, mas a sua fragilidade de ambos tanto o cedar quanto o redwood sempre são mencionadas. Mas sabemos que quando o violão tem um design diferente fora do convencional esses tipos de madeiras para o tampo são sempre bem utilizadas.

Construção e Design

A sonaridade de um violão com certeza depende de uma série de fatores, incluindo o tamanho e a forma do corpo do violão, madeira utilizada tanto nas laterais quanto no fundo, tipo de ponte, reforço interno, e o tampo. As madeiras  usada na fabricação do tampo do violão tem apenas uma pequena contribuição para a tonalidade total do som. Por isso é bom tomar cuidado ao julgar as qualidades de tal madeira, pois uma simples mudança na estrutura de um violão pode mudar as coisas.

Outras madeiras usadas para o Tampo

Mogno

Falei muito sobre as coníferas como o cedro e o spruce, que são as madeiras para o tampo mais populares hoje em dia. Porém existe o mogno, a madeira mais leve e menos densa dentro da família de árvores angiospermas, esse tipo de madeira altamente resistente permite um preço menor no mercado devido às certas facilidades nas montagens.

Quando usado na fabricação do tampo, o mogno tem uma velocidade realtivamente baixa de som, com uma densidade considerável e ton sólido, um estilo como Blues se encaixa bem ao mogno.

Koa

O Koa é utilizada lá fora desde os anos 20, embora no Brasil seja uma madeira difícil de ser encontrada. Como madeira top, ela também tem uma tonalidade lenta e uma considerável densidade harmônica.

Obs.: A termonologia usada para descrever como ‘madeira top’, é a mesma usada para o tampo.

Pessoal, dentro dessas madeiras para o tampo que eu citei, farei um dia uma boa review sobre o Pau-Brasil e o Jacarandá, afinal de contas, são nativos de nosso país, falarei tanto como madeiras para o tampo como para o violão em forma geral. Então é isso, espero que gostem do meu artigo sobre Madeiras para o Tampo do Violão Acústico!


Gostou? Compartilhe!

Você pode gostar também:

2 Comentários para “Tudo sobre madeiras para o tampo do violão acústico”

  1. Carol Cruz] disse:

    Parabéns! Issu é tudo q eu preciso!Muito bom

Trackbacks/Pingbacks

  1. [...] Tampo: Conhecido também como Top, é o rosto co corpo. É onde a maior parte do som é produzido, uma boa qualidade da madeira é muito imporante para esta parte do violão. Leia este artigo sobre madeiras para tampo Clik Aqui. [...]


Deixar Comentário

Opine Já!

O que você quer ver no Portal Música?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...

Estamos no Facebook