Teoria Musical: As Claves

Como entender as claves

A nossa escrita musical é o resultado de séculos de evolução, numa tentativa de descrição escrita completa que pudesse, de alguma forma, agrupar todos os vários elementos da prática musical.

Nossa escrita ainda não é tão completa, mas ainda assim é suficientemente complexa, pois dá espaço a vários elementos como: altura, duração, intensidade, andamento, dinâmicas de arco ou mãos (de acordo com certos instrumentos), e etc.. Entre esses, o que vamos dar seqüência agora, é a altura do som, ou seja, sua condição de grave e agudo.

É muito comum, ao falamos em altura, acontecer uma confusão com o “volume” do som, a palavra altura faz referência à freqüência do som, embora seja freqüente seu uso incorreto no senso comum. Portanto, quanto mais alta a freqüência mais agudo é o som, quanto mais baixa a freqüência, mais grave é o som.

Na escrita musical, para se determinar a altura de um som é necessário o uso de um sinal gráfico musical chamado “Clave”. Este sinal determina o nome da nota e sua altura na escala e deve ser colocado, a princípio, no início da pauta.

Existem três tipos de Claves:



 

A clave de Sol é escrita na segunda linha.

A Clave de Dó é escrita na primeira, segunda, terceira e quarta linha.

A Clave de Fá é escrita na terceira e quarta linha.

Clave de Sol2ª Linha

 

 

 

Indica que a nota localizada na 2ª linha é Sol.

Clave de Dó – 1ª Linha

 

 

 

Indica que a nota localizada na 1ª linha é Dó.

Clave de Dó2ª Linha

 

 

 

Indica que a nota localizada na 2ª linha é Dó.

Clave de Dó3ª Linha

 

 

 

Indica que a nota na 3ª linha é Dó.

Clave de Dó4ª Linha

 

 

 

Indica que a nota localizada na 4ª linha é Dó.

Clave de Fá3ª Linha

 

 

 

Indica que a nota a ser tocada na 3ª linha é Fá.

Clave de Fá4ª Linha

 

 

 

Indica que a nota localizada na 4ª linha é Fá.

As claves também servem para fixar as alturas no pentagrama. Em resumo, significam a possibilidade de uma mesma nota musical, por exemplo, o Dó, ser grafado em qualquer linha ou espaço do pentagrama. Sendo sete notas musicais, haverá então, sete possibilidades de claves distintas para que este Dó possa ocupar lugares diferentes no pentagrama.

 

 

 

 

Além da fixação relativa dos nomes das notas, as claves podem indicar com precisão a altura do som.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

teoria musical clave

 

 

 

 
Como podemos ver, ter o conhecimento das claves é algo importante na compreensão da escrita musical.

Comentários

  1. leandro diz

    Agora sim achei a explicação do modo que eu procurava.
    :)
    Tá muito bem explicado.
    Os sites que eu ando olhando, simplificam muito e não passam a informação completa.
    Aqui tá resumido, mas não falta nada.

    Grato.

Trackbacks

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


− cinco = 2