Reggae para iniciantes: Ritmos básicos para tocar Reggae

Olá, esta será uma aula básica para aprendermos a fazer alguns ritmos e batidas básicas do Reggae. Tudo será voltado para os iniciantes! Pegue a sua guitarra ou violão que agora é hora de estudar.

Reggae para iniciantes: Ritmos básicos para tocar Reggae

No geral, vamos dar uma olhada em algumas técnicas para a mão esquerda, direita, e alguns exercícios em 4/4. Mas primeiro vamos falar sobre a sua..

Mão esquerda

Repouse a mão esquerda em cima das cordas sem aplicar nenhuma pressão, isso vai abafar o som. Em seguida, rapidamente pressione as três primeiras cordas (as 3 mais finas) enquanto a mão direita toca o acorde. Você estará tentando criar um curto som em staccato. Primeiro pratique com as cordas abafadas, e depois você pode pressioná-las para baixo.

Mão direita

A mão direita faz uma forte batida para baixo, mas ela deve ser feita sem acentuar a nota. Outra coisa é que não queremos dedilhar ela ou deixar as cordas soarem, nós precisamos “cortar” o som. Ponha força no meu movimento de ataque e faça uso de sua guitarra ou violão como um instrumento de persussão. Lembre-se também de tocar apenas as 3 cordas.

Padrões de batidas para tocar Reggae

01. O padrão rítmico mais comum do Reggae envolve em fazer batidas para baixo sem haver alguma acentuação na base. Se você estiver contanto em um compasso de 4/4, você fará a batida para baixo ali onde está representado o +, enquanto faz a contagem. Veja na figura abaxo:

reggae para iniciantes

 

 

Veja esse exemplo em “Jammin’‘ do Bob Marley

02. O segundo padrão rítmico mais comum do Reggae envolve ligeiras variações. Em vez de apenas batidas para baixo, agora fazemos batidas pra cima alternativamente, sem acentuação. Veja na figura:

Ritmos básicos para tocar Reggae

 

 

E ouça também “Get up, Stand Up” do Bob Marley como exemplo:

A melhor maneira de aprender a tocar a base do reggae na guitarra é ouvindo as suas músicas de reggae favoritas e tentar tocar junto. Comece com esses dois padrões básicos apresentados, e então você pode modificá-los a sua maneira para criar as suas próprias batidas. Como reforço, assista a esta lição apresentada por prof. Salomão Boanerges.

Até a próxima lição!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


nove − 3 =