Os Erros Mais Comuns dos Baixistas Iniciantes Parte II

Olá, vamos ver então a segunda parte do artigo sobre Os Erros Mais Comuns dos Baixistas Iniciantes. Se você não leu ainda a primeira parte clique aqui!

Os Erros Mais Comuns dos Baixistas Iniciantes Parte II

Impaciência

Um dos erros mais comuns dos baixistas iniciantes é ter uma grande impaciência. Há muito que aprender e isso pode não acontecer rapidamente. Pessoas que realmente amam aquilo que fazem vão descobrir que aprender é algo que nunca tem um fim. Cada um tem o seu tempo de aprendizagem, não há um calendário. Você não tem que cumprir determinadas metas por um certo tempo. Basta mantê-las e elas virão.

Algo que eu sinto que seja importante é que você precisa aprender a aproveitar cada momento de seu desenvolvimento musical. Sempre vai ficar aquela sensação de que você pode melhorar e o quanto ainda tem a aprender.

Tocar muito e bem depressa

Muitos músicos iniciantes tem em mente que uma prova de que alguém domina seu instrumento é porque ele consegue tocar várias notas ao mesmo tempo num curto espaço de tempo. Afinal, todos aqueles músicos magistrais faziam isso! Então é normal os iniciantes se inspirarem dessa forma.

Para os músicos iniciantes, a velocidade e a quantidade de notas é apenas a parte mais fácil de se perceber. No entando, há muitas coisas que não podem se passar por despercebidas.

No começo é importante ter o cuidado para não desenvolver maus hábitos, e a pressa excessiva pode colaborar com isso. Treine com um metrônomo e foque na lentidão e precisão, e preste atenção nos detalhes sonoros.

Não ouvir o que está tocando

Um erro muito comum para os iniciantes é não ter a sua percepção musical daquilo que está tocando. Muitas vezes acham que estão tocando a música perfeitamente. Com certeza eles colocam seus dedos em todas as casas de forma correta e tocam no ritmo certo, mas o baixo está desafinado! Essas coisas fazem a diferença, pense com o seu ouvido, e não com os dedos.

Não tocar o suficientemente com outras pessoas

Os estudantes que eu vejo aprenderem mais rapidamente são aqueles que eu vejo tocarem com outras pessoas. Tocar com os outros expõe melhor os seus erros mesmo que bobos, e isso te obriga corrigir. Fora que tocar com os outros vai te ajudar a melhor priorizar o seu aprendizado. Você vai perceber coisas como: Agora não vale a pena eu trabalhar a minha tocabilidade em cima de slaps, primeiro vou priorizar as minhas semínimas de forma consistente, e coisas do tipo..

Não precisa necessariamente tocar em público. Relaxe e toque com algum amigo em casa. Faça algumas Jam Session. Toque com seu professor, não se assuste.

Subestimando e superestimando habilidades

Eu observei dois tipos de personalidades predominantes entre os alunos de baixo. Alguns estudantes que estão sempre insatisfeitos – síndrome do “Isto não é bom o suficiente”. E outros que pensma que a sua tocabilidade é ótima – sendo que não é! Sindrome do “Eu sou demais”. Nenhum destes é bom para você.

Aqueles que acham que nunca é o bom suficiente estão sempre a procura de perfeição. A verdade é que, não espere pela perfeição absuluta. Ela nunca virá. Então não deixe de tocar com as outras pessoas ou deixe de se divertir em nome dessa perfeição.

E aqueles que se acham incríveis nunca percebem as falhas em sua tocabilidade. Você não pode consertar o que você não reconhece. Não deixe seu ego entrar em campo e ouça a opinião de músicos mais experientes ou do seu professor.

Resumindo

Espero que este artigo sobre Os Erros Mais Comuns dos Baixistas Iniciantes tanto a parte 1 quanto a parte 2 aponte alguns bons caminhos para você e melhore a sua abordagem na sua aprendizagem. É uma pena ver alunos frustados e desistentes porque não tiveram um começo com a sua aprendizagem. Tente variar a sua maneira de aprender, tenha uma mente aberta, ouça, seja paciente, não julge a sua tocabilidade fraca demais ou excelente demais, pratique e tente se divertir acima de tudo!

Os Erros Mais Comuns dos Baixistas Iniciantes Parte II editado por JP

Comentários

  1. diz

    eu vivo lendo a respeito de musica,toco contrabaixo,e não tinha teoria nenhuma,agora conheço teoria suficiente para fazer bonito.mas ai é que tá o problema,eu não consigo.quando ouço alguem tocando percebo o que esta sendo tocado,e não consigo colocar na platica. qual é o proplema,alguém pode me ajudar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


− cinco = 0