Os Erros Mais Comuns dos Baixistas Iniciantes Parte I

Olá, neste artigo de hoje eu gostaria de apontar alguns dos erros mais comuns dos baixistas iniciantes, aqueles erros mais graves de quem está começando a aprender a tocar baixo. Estou assumindo que o seu objetivo como um baixista é ser criativo e experiente. Muitas vezes eu me sinto mal (e às vezes francamente irritado) quando vejo alguém que realmente quer aprender, mas eles estão equivocados em sua abordagem de aprendizagem. Na maioria das vezes não é nem culpa deles. Um aluno pode pegar um livro errado na hora errada ou um aluno pode ter aulas com um professor ruim.

É claro que existem muitas abordagens de aprendizagem por aí, e eu não tenho as respostas para tudo, mas os anos de experiência me ajudaram a identificar coisas que funcionam e coisas que não funcionam bem. Estas são todas as minhas opiniões, é claro. Então cabe a você decidir o que levar em consideração e o que deixar de lado.

Os Erros Mais Comuns dos Baixistas Iniciantes Parte I

Não fazer um esforço suficiente para encontrar um bom professor de contrabaixo

Às vezes até mesmo uma lição com um bom professor baixista pode colocá-lo no caminho certo. Tire um tempo para dar uma olhada e ver que tipo de professor que mais te agrade. Não escolha um professor só porque ele mora 3 casas depois da sua. Se você tiver que dirigi 45 minutos cada sentido para ter aulas com seu professor, que seja assim. Então não tenha medo de experimentar várias aulas experimentais com vários professores diferentes até encontrar um ideal.

Escolha um professor que toque baixo com paixão, e certifique-se de que ele já toca baixo há muito tempo. Tem muitos professores de guitarra que também irão te ensinar com prazer a tocar baixo, mas ele não é um baixista de coração. Mesmo que compartilhem algumas semelhanças, guitarra e baixo não são o mesmo instrumento. O papel e a abordagem de ambos são muito diferentes.

Apenas aprender tablaturas e músicas

Aprender canções, basslines e solos são elementos importantes para o desenvolvimento de um baixista. Um dos erros mais comuns dos baixistas iniciantes, talvez o mais comum, é aprender apenas a tocar música. A menos que o seu objetivo é ser apenas um junkebox humano, aprender a tocar música deve ser uma das muitas partes que fazem parte da sua aprendizagem.

A armadilha aqui é que conforme o aluno consegue tocar fisicamente uma música, ele sente que está aprendendo e desenvolvendo. Isto é apenas uma fração do que realmente é aprender sobre o instrumento e sobre música. Quando você aprende uma música você tem que tirar algo dela além da capacidade física de reproduzir aquela música. Se você quiser desenvolver seu músculo criativo, você precisa recolher conceitos a partir de canções que você aprendeu como o uso de ritmos, a forma como as notas foram usadas, e outros vários conceitos musicais. Tudo isso será essencial se você quiser criar a sua própria bassline e música.

Para obter uma compreensão do que faz uma música e uma bassline funcionarem, você precisa estudar os blocos de construção da música como – melodia, harmonia e ritmo – bem como as técnicas de como tocá-los. Se você não estiver estudando os fundamentos da música, você não será capaz de fazer de tirar proveito das músicas que estiver tocando nem do sentido delas. Você vai querer abordar as coisas de ambos os lados: as músicas e os princípios subjacentes musicais.

Sem diversão

Um aspecto ruim que pode acontecer enquanto você aprender a tocar as músicas é que pode não ter nenhuma diversão conforte estuda. De fato há momentos chatos e tediosos na hora de aprender a tocar baixo. Mas, você deve sempre estar trabalhando em algo que seja prazeroso e gratificante. Acima de tudo, encontrar o equilíbrio certo das coisas tediosas e as coisas que te dê motivação para praticar. Só não faça apenas um ou o outro.

 Ficar preso em um estilo

Uma coisa que eu nunca entendo é quando as pessoas dizem, “Eu apenas gosto de metal” ou, “Eu só gosto de jazz.” Não que você precisa ser eclético, mas quem aprecia uma variedade maior sonora aprecia mais a música em si. Se você quiser ser um músico, realmente deverá estudar a música. Eu insisto que você não se defina por apenas um estilo musical. Você pode ter as suas preferências musicais, mas saiba que você pode aplicar outros elementos musicais de outros estilos dentro daquilo que você irá tocar. É claro que alguns estilos apresentam conceitos mais complexos do que outros, e é isso que torna a coisa interessante na hora de explorar a música.

Então é isso pessoal, na parte II deste artigo sobre os erros mais comuns dos baixistas iniciantes irei colocar várias outras dicas e continuar apontando outros erros bem comuns, até a próxima!

Os Erros Mais Comuns dos Baixistas Iniciantes Parte I editado por JP

Comentários

Trackbacks

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


2 + seis =