O que são arpejos?

Se você toca violão, guitarra ou outro instrumento de cordas, já deve ter lido ou ouvido falar em arpejos. Provavelmente, não está certo do que realmente quer dizer isso, mas saiba que você não está sozinho. Felizmente, os arpejos são bem fáceis de entender se explicados da forma correta. No mundo da música, muitos instrutores e professores não tem muita didática ou complicam demais esse tipo de assunto, então iremos exemplificar e simplificar ao máximo isso para você.

Arpejos para guitarra e violão

Coloquei um diagrama de um acorde abaixo que mostra um acorde A menor 7 (Lá menor com sétima). Seria uma boa idéia se você pegasse seu violão ou guitarra e tocasse esse acorde, pois facilita muito aprender enquanto você ouve e vê as coisas acontecendo.

Você está tocando esse acorde agora? Ótimo. Agora, aqui está uma boa pergunta para você… que notas você está tocando? Em outras palavras, quais notas estão sendo utilizadas para formar o acorde Am7? Por favor, tome um tempo agora para descobrir isso.

Conseguiu? Fantástico. Se você conseguiu descobrir as notas, provavelmente chegou à essas:

  • A corda A aberta é uma nota A;
  • O segundo traste da corda D é um E;
  • A corda G aberta é uma nota G;
  • O primeiro traste da corda B é uma nota C;
  • A corda E aberta é uma nota E.

Para facilitar o entendimento, escrevi abaixo as notas respectivas no diagrama do acorde Am7 abaixo:

O ponto chave nessa etapa é que o acorde Am7 é composto de 4 notas diferentes: A, C, E e G.

O próximo passo a tomar é mapear as notas do acorde em um diagrama no braço da guitarra. Em outras palavras, iremos achar a localização das notas A, C, E e G no braço da guitarra. Veja no diagrama abaixo as localizações possíveis para o acorde Am7…

Agora você deve estar se perguntando qual o propósito de fazer isso. Bem, se você observar o diagrama acima, irá perceber que não parece ser mais um acorde. Está mais parecido com o que você veria numa lição sobre escalas. E isso nos remete a uma importante questão…

O que nos impede de tocar as notas do acorde Am7 como se fosse uma escala? Em outras palavras, o que nos impede de tocar as notas do acorde, uma de cada vez, como fariamos se estivessemos tocando um solo de guitarra? A resposta é: nada.

Quando você toca as notas do acorde Am7, uma de cada vez, você está tocando um arpejo de A menor com sétima. Então, de fato o acorde Am7 e o arpejo Am7 são a mesma coisa, a diferença é a maneira como você o toca.

Resumindo:

  • Em um acorde, tocamos todas as notas que compõem o acorde ao mesmo tempo;
  • Em um arpejo, tocamos todas as notas que compõem o acorde uma de cada vez;

Se você fizer uma busca mais detalhada no site, encontrará várias matérias sobre arpejo, tratando esse assunto com mais detalhes. Porém, de nada adianta aprender teoria se você não colocá-la em prática. Então, te convidamos a fazer o seguinte:

  • Encontre pelo menos 5 maneiras de tocar o arpejo de Am7. Experimente, tente. Enquanto você permanecer nas notas que compõem esse acorde, você estará tocando um arpejo de Am7 corretamente.
  • Escreva os arpejos em um papel, no formato de uma tablatura.
  • Aprenda várias formas de executar o mesmo arpejo.

Esperamos ter ajudado você a entender o que são arpejos!

Comentários

Trackbacks

  1. […] Embora os acordes sejam principalmente utilizados para guitarra base, um bom conhecimento sobre eles também é fundamental para guitarristas solo. Conhecer como são construídos os acordes trará uma base necessária para entender essas relações entre os acordes, ou compor uma música. Além disso, para um guitarrista que desempenha um papel fundamentel, as coisas giram muito em torno de arpejos. Os arpejos são notas tocadas em sequência, (a palavra arpeggio, ou arpejo em pt, literalmente significa “acorde quebrado”), em vez de um conjunto. Sobre mais informações sobre arpenjos clique aqui. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


nove × = 72