Intervalos na música

O que são intervalos na música?

Os intervalos na música são simplesmente a distância entre duas notas.

- A tônica (1a nota da escala) é a nota que você inicia… por exemplo em Lá (A) a tônica seria a nota Lá na 6a corda, 5o traste.
- Há 7 intervalos gerais:

  • Trítono
  • Há também uníssono e oitava

Isto pode ajudar a entender um pouco melhor os intervalos na música: Olhe para uma corda na guitarra, ela possui 12 trastes e isto equivale a uma oitava (entre o primeiro e o último traste).

Número de semitons Intervalo diatónico Abreviatura Intervalo cromático Abreviatura Nomenclatura latina
0 Uníssono 1ªP Segunda diminuta 2ªd
1 Segunda menor 2ªm Uníssono aumentado 1ªA Semitom
2 (1 tons) Segunda maior 2ªM Terceira diminuta 3ªd Tom
3 Terceira menor 3ªm Segunda aumentada 2ªA
4 (2 tons) Terceira maior 3ªM Quarta diminuta 4ªd
5 Quarta perfeita 4ªP Terceira aumentada 3ªA
6 (3 tons) Quarta aumentada 4ªA Trítono
Quinta diminuta 5ªd
7 Quinta perfeita 5ªP Sexta diminuta 6ªd
8 (4 tons) Sexta menor 6ªm Quinta aumentada 5ªA
9 Sexta maior 6ªM Sétima diminuta 7ªd
10 (5 tons) Sétima menor 7ªm Sexta aumentada 6ªA
11 Sétima maior 7ªM Oitava diminuta 8ªd
12 (6 tons) Oitava perfeita 8ªP Sétima aumentada 7ªA

 

Então se você olhar na tabela abaixo, você verá a tônica (nota que você inicia) e você verá também o intervalo maior, menor e perfeito (conhecido também como justo) ilustrado. Por exemplo, no primeiro exemplo você vê o segundo intervalo. A nota tônica está na cor bege. Conte 1 traste pra cima na mesma corda e você verá que a nota preta (a 2a menor) está ali. Conte 2 trastes acima e a nota azul (a 2a maior) está ali. À partir daí você consegue ver essas mesmas notas em todas as cordas.

Outro exemplo seria o intervalo de 5a. Este é um intervalo perfeito porque não possui notas menores ou maiores em si, sendo assim, considerado perfeito. Olhe no diagrama e veja que neste exemplo a nota tônica é o Lá (A) na 6a corda. Conte 7 trastes e você verá o intervalo perfeito no 12o traste. Então a 5a perfeita de um A é E… A B C D E.

Espero que isto ajude um pouco você a entender os intervalos.

Exemplos de intervalos na música no braço do violão / guitarra

intervalos na música

intervalos na música

Dicas para aprender intervalos na música:

Consonância

Se refere a quando um intervalo é mais harmonioso. Ou ele não possue muita fricção em sua relação aural. Eles soam mais estáveis.

Intervalos consonantes

* Oitava (consonância perfeita) só pode ser uma quinta perfeita, aumentada ou diminuída (consonância perfeita)
* Quarta (consonância perfeita)
* Terceira Maior (consonância imperfeita)
* Terceira Menor (consonância imperfeita)
* Sexta Menor (consonância imperfeita)
* Sexta Maior (consonância imperfeita)

Dissonância

É a qualidade dos sons parecerem “instáveis” e de terem uma necessidade aural de serem resolvidos para uma consonância estável. Quando eles vão para um tom maior ou acorde, isto é chamado de resolução.

Intervalos dissonantes: O Trítono

* (maior, menor, aumentado ou diminuído) Segunda Menor
* Segunda Maior
* Sexta Menor
* Sétima Maior

Se você olhar em qualquer um dos diagramas e estudá-los, você verá que a posição das notas no braço do instrumento releva algo importante: alguns intervalos são bem relacionados.

Os intervalos na música de segunda e sétima são intervalos bem relacionados. Se você pegar uma nota Lá e tocar no seu intervalo de sétima maior, você irá acabar tocando um G# (Dó Sustenido, 2 cordas abaixo e um traste acima). Agora onde está esta nota, comparada a oitava da nota Lá ? Um meio-tom para cima e se torna uma segunda menor. Isto é chamado de inversão de intervalo.

Invertendo os intervalos na música

Em termos gerais, isto é o que ocorre quando você inverte intervalos:

Começa em Se torna
Perfeito Perfeito
Maior menor
menor Maior
diminuído aumentado
aumentado diminuído
uníssonos oitavas
Segundas Sétimas
Terceiras Sextas
Quartas Quintas
Quintas Quartas
Sextas Terceiras
Sétimas Segundas
oitavas uníssonos

 

Então, por exemplo, uma quarta perfeita de um G (Sol) aberto é um C (Dó). Este C em uma oitava menor seria uma quinta menor.

Tome alguns minutos para experimentar no braço do instrumento e descobrir a posição de cada intervalo e seu inverso. Você aprenderá o braço da guitarra ou do violão rapidamente assim.

Ótimo, agora o que aumentado e diminuído significam? Bem, quando você aumenta ou diminui notas, você está mudando intervalos. Olhe a tabela à seguir e você terá uma idéia melhor.

- 1 traste (1/2 tom) Intervalo + 1 traste (1/2 tom)
diminuído perfeito aumentado
diminuído menor Maior
menor Maior aumentado
diminuído menor ou perfeito
maior ou perfeito aumentado

 

Ok, isto parece muitas notas no braço da guitarra… Bem, de fato é mesmo. Alguns tons ou intervalos são chamados por diversas notas, por isto são chamados de intervalos enarmônicos ou notas.

Espero que gostem do artigo sobre Intervalos na Música e tenham entendido bem este conceito. Estudem, pois os intervalos são muito importantes para quem quer começar a compor!

Artigo sobre Intervalos na música escrito e editado por JP – PortalMúsica

Gostou? Compartilhe!

Você pode gostar também:

3 Comentários para “Intervalos na música”

  1. Joao disse:

    Não tem como fazer uma tabela com exemplos de intervalos??? Tipo quarta maior ou-viram….. do ipiranga…. e assim por diante/??

Trackbacks/Pingbacks

  1. [...] exercício para os dedos são construídos sobre intervalos chamados de tercinas. Intervalos fazem parte da teoria musical. Mas você pode tocar e praticar esses exercícios mesmo se ainda [...]

  2. [...] Esta lição se trata sobre acordes comuns de jazz, como eles são escritos, e maneiras mais comuns de serem tocados. Eu recomendo fortemente também para que leia o outro artigo sobre Intervalos na Música. [...]


Deixar Comentário

Opine Já!

O que você quer ver no Portal Música?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...

Estamos no Facebook