Guia de solos de guitarra para iniciantes

Olá, então neste artigo vamos abordar sobre solos de guitarra para iniciantes.  Solar é mais do que apenas um par de escalas e padrões. Os solos são como pinturas, você pode fazer com que as guitarras falem, chorem, e fazer com que todos ao seu redor se emocionem. Tocar guitarra é uma forma de expressar seus sentimentos, seus pensamentos, sua raiva, todo o estado de espírito.

Feeling e Criatividade

Sabemos que a arte não vem apenas de técnicas e equipamentos. Acredito que a arte não existe sem aquela coisa chamada de: criatividade. Eu não acho que a pessoa precisa aprender tudo sobre teoria musical para que possa tocar guitarra. O conceito de um grande guitarrista para a maioria das pessoas é o Yngwie Malmsteen. Eu também acredito que ele seja um grande guitarrista, mas talvez não um grande exemplo a seguir. Outros grandes guitarristas da história como o Hendrix e que muitos guitarristas se espelharam nele, mas será que hoje em dia o mundo precisa mais de músico assim? Hoje em dia vemos muitas técnicas desenvolvidas com muita informação por aí, mas estamos pobres em criatividade, sentimento e personalidade.

De fato há muitos guitarristas rápidos nesse mundo a fora, milhares podem tocar solos como Eruption do Van Halen, assim como tem gente que tem perfeitas condições de tocar coisas do Malmsteem também. Mas por que precisamos de mais pessoas que podem tocar coisas dos outros? Precisamos de músicos, de inovadores, e não de CD Players.

Escalas e Teoria Musical

Você acha que você deve saber todas as escalas? Todas as escalas em cada tônica? Memorizá-las? Não é essencial, mas é realmente útil. Você não precisa saber todas elas, mas você deve ter um conceito claro sobre elas, digo, pelo menos você deve saber que elas existem e sei que elas podem ser úteis em algum momento. O conceito principal desta lição é a de que ninguém pode te dar algo que é inato de cada um: a criatividade. John Lennon não precisou ser um guitarrista fritador de guitarra para virar o mundo de cabeça para baixo. Ele era apenas um grande compositor. Vou te dar um par de exemplos de grandes mentes voltadas para guitarra: David Gilmour (do Pink Floyd), Carlos Santana (do Santana), Eric Clapton, Silvio Rodriguez (Talvez você não tenha ouvido falar dele, ele é cubano). Você pode imaginar o que pode fazer com apenas uma escala??

Vou dar um exemplo; a Escala Menor Harmônica e as Pentatônicas Menores, ambas são escalas incríveis e únicas. Gary Moore só precisou de uma escala menor hamônica para compor o excelente blues ‘I still got the blues’ . Carlos Satana deu um tom latino na música ‘Maria Maria’.. Um solo inesquecível de ‘Comfortably Numb’ de David Gilmour foi apenas uma pentatônica menor em B, e ele usou também uma pentatônica menor em Ré para compor ‘Another Brick in the Wall part II’…Clapton foi chamado de Deus em Londres. Quero dizer, existem mentes incríveis que só precisam de 5 notas para criarem um grande solo, assim como Hendrix ou Stevie Ray Vaughan. Esta é uma grande lição para este guia de solos de guitarra para iniciantes!

Sobre a Nota Fundamental

Não se trata sobre escala. Se trata sobre o sentimento que você dá a ele. Se não melhorar seu solo com bends, pull-offs e etc..seu solo pode soar como uma escala. Então, o que você pode fazer para tocar um bom solo? Antes de tudo você deve saber a tônica da música. Geralmente a tônica de uma música é a primeira nota a ser tocada. Por exemplo, você tem essa combinação de acordes: E- G A E-, fácil né? Então a tônica da melodia seria E-. Agora que você sabe a tônica do solo, ou fundamental, o som do solo dependerá da escala que você usará para tocar. Provavelmente Malmsteem optaria por uma escala menor harmônica em E, ou talvez Vaughan obtaria por uma pentatônica menor em E. Depende de você agora. Como eu falei, não acredito que você deva manjar tudo sobre teoria musical, mas você deve tentar aprender um pouco.

Solos de guitarra para iniciantes: Começando a tocar um bom solo de guitarra:

– Seja inspirado, e seja criativo o suficiente para criar algo sublime.

– Conheça a tônica da música.

– Seja claro com a proposta que você quiser começar, quero dizer, rock, metal, blues e etc..

– Escolha a escala para isso (Pentatônicas, Maiores, Menores, Harmônicas, ou até mesmo modos gregos e escalas exóticas ..).

– Toque.

Nota: Se você aprender uma boa base teórica, você pode mesclar escalas para criar um som único.

Exemplos de solos para iniciantes:

Um pedaço do solo da ‘Comfortably Numb’ (David Gilmour)

Tônica: B (-) Escala: Pentatônica Menor.

Veja como você pode usar um padrão de pentatônica menor, isso é tudo sobre .. criatividade!

|---------------------------------------------------------------|
|---------------------------------------------------------------|
|--7--9--9>(11)vvvvvv--9>(11)>9>7---7--9--9--7-------7vvvvvvv---|
|---------------------------------9-------------9--9------------|
|---------------------------------------------------------------|
|---------------------------------------------------------------|

|-------------------------------------------10------------------------------|
|--------10------10--12--12>(15)>12>10--12----------------------------------|
|---/11------11---------------------------------------7--9--9>(10)>9>7------|
|----------------------------------------------------------------------9vvvv|
|---------------------------------------------------------------------------|
|---------------------------------------------------------------------------|

Um pedaço do solo da ‘Young Lust’ (David Gilmour)
Tônica: E(-) Escala: Pentatônica Menor

Pura Criatividade

|---------------------------------------------------------------------|
|-------------------------------------15-15-15-15---15---15-----------|
|--------------------------2-2-2ahb~-----------14br-14br-14br-12------|
|-----------5b-7-7-7b-5~-----------------------------------------14~\-|
|-------5-7-----------------------------------------------------------|
|-3h5/7---------------------------------------------------------------|

|--------12-12--12-12--12-12-12-12-12-12--------15b----|
|-12/15--15b----15b----15b---15b---15b--15br-12--------|
|------------------------------------------------------|
|------------------------------------------------------|
|------------------------------------------------------|
|------------------------------------------------------|

|-----------------------------------------|
|-15br-15p12------------------------------|
|------------14br~--12-14-14b-14-14ahbr---|
|-----------------------------------------|
|-----------------------------------------|
|-----------------------------------------|

Não se preocupe se você não é o guitarrista mais veloz do mundo, Gilmour também não era, mas ele era uma peça chave, e que moveu toda uma geração, Pink Floyd! Como visto só foi preciso 5 notas para criar solos verdadeiramente Imortais.

Você também pode ver algumas introduções imortais, veja a “rica” variedade de notas aí! .. como este, eu aposto que você já ouviu falar dele.

     D  C
|--------------15----14-----|--------------15----14-----|
|-----15--------------------|-----15--------------------|
|:-------14-12----14----14-:|:-------14-12----14----14-:|
|--12-----------------------|--14-----------------------|
|---------------------------|---------------------------|
|---------------------------|---------------------------| 

     G                           D
|--------------15----14-----|--------------15----14-----|
|-----15--------------------|-----15--------------------|
|:-12----14-12----14----14-:|:-------14-12----14----14-:|
|---------------------------|--12-----------------------|
|---------------------------|---------------------------|
|---------------------------|---------------------------|

É a introdução de ‘Sweet Child O’ mine’ do Guns N’ Roses e foi feita sobre um acorde de D Maior. Fácil de tocar não? Aposto que ninguém imaginaria que algo simples assim daria certo.

A Harmônica Menor não foi apenas usada por Malmsteem ou Tolkki, Santana usou em ‘Maria Maria’ também.

Um pedaço de “Maria Maria” de Carlos Santana em Harmônica Menor em A (refrão).

|-12-----12-13-12-------------12-----12-17-12-------------12--12-----|
|------------------13------13------------------13------13 --15-------|
|-----------------------14--------------------------14---------------|
|--------------------------------------------------------------------|
|--------------------------------------------------------------------|
|--------------------------------------------------------------------| 

|--12-13-12-------------12--12-12--12-12-12--12-12-12-------|
|------------13------13-----13-13--13-13-13--13-13-13-15----|
|-----------------14-------------------------------------14-|
|-----------------------------------------------------------|
|-----------------------------------------------------------|
|-----------------------------------------------------------|<!--

Pessoal mais pela frente postarei coisas relativas a exercícios e outras tablaturas para que vocês possam praticar alguns solos de guitarra para iniciantes, e até mesmo artigos de solos para guitarristas avançados. Espero que tenham gostado do meu artigo sobre guia de solos de guitarra para iniciantes.

Comentários

  1. jefferson diz

    eu comprei uma guitarra mennphis by tagima mas nao seu cual pedal mas adecuado para ela eu gostari de um que eu pudesse tocar hevy metal e rock sem preucupacoes

  2. diz

    Concordo com cada linha desse post/matéria… Principalmente: “Hoje em dia vemos muitas técnicas desenvolvidas com muita informação por aí, mas estamos pobres em criatividade, sentimento e personalidade.”
    Este ano vou começar um estudo mais aprofundado de técnicas e harmonia (principalmente modal), mas espero que nunca perca minhas raízes, que são esses solos em pentatônica, derivados do blues, com muito mais feeling do que qualquer coisa, como o mestre citado aí, David Gilmour (minha maior influência).

Trackbacks

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


9 − = zero