Escolha o amplificador ideal pelo estilo musical

Escolher o amplificador ideal pelo estilo musical é algo importante e válido antes de sair por ai gastando o seu dinheiro, e realmente é algo a se prestar atenção. Para os guitarristas que estão atrás de um amplificador ideal tem que prestar atenção em uma série da fatores. Anteriormente, já havíamos escrito um artigo sobre amplificadores para iniciantes e amplificadores semiprofissionais. Agora vamos falar de outro fator importante na hora de escolher o seu amplificador, que é o de definir o seu gosto musical.

Escolha o amplificador ideal pelo estilo musical

Na maioria dos casos quando o aluno começa a aprender tocar guitarra ele já tem um estilo musical pré-definido. Há casos também em que outros estão com maiores dúvidas ficando com um estilo mais eclético, mas no geral, após uma evolução todos sabem que irão tocar futuramente. Mas em todos os casos, sempre há o amplificador de acordo com a sua situação.

Amplificador ideal para tocar Blues

Amplificadores valvulados fazem uma boa combinação para quem quer tocar blues. O blues é muito favorecido pela dinâmica que os amps valvulados oferecem. Mesmo os amplificadores valvulados de menor potência mas com algum drive e volume já fazem uma festa para quem curte um blues.

Entre os favoritos podemos listar a linha da Fender os Bassman.  Com uma tradição desde os anos 50 de sempre acompanhar o blues e o rock and roll raíz. Eric Clapton já tocou com um desses na época do British electric blues em 1966.

amplificador ideal
Fender Bassman

Outro exemplo clássico de amplificador para tocar blues é o lendário Marshall 1962 Bluesbreaker. Curiosamente, 1962 não é o ano de seu lançamento, e sim em 1965. Foi nesta época quando um jovem chamado de Eric Clapton Patrick pediu ao Jim Marshall que fizesse um amplificador combo que tivesse tremolo e que coubesse no porta-mala de seu carro para usar com o John Mayall pelos BluesBreakers. Um amplific ador que contribuiu para uma das lendas do blue elético.

amplificador ideal pelo estilo musical
Marshall 1962 BluesBreaker

Outros amplificadores (amp) para tocar blues seriam:

  • Fender Tweed
  • Fender Super Reverb
  • Fender Deluxe Reverb
  • Vox AC30
  • Fender Twin
  • Boogie Mark Series

Amplificador ideal para tocar Jazz/Fusion

Neste estilo musical o que manda são amplificadores transistorizados com um certo porte. Se o amplificador tiver o timbre clean bem limpo e graves bem definidos e rápidos é ainda melhor para o jazz e o fusion, proporcionando uma boa amplificação de chrorus.

Amplificadores ideias para o jazz/fusion seriam os Fender Hot Rod Deluxe (ótimo reverb).

amp para jazz
Fender Hot Rod Deluxe

Agora o queridinho da turma para esse estilo é o Roland JC-120 Jazz Chorus. Um amplificador realmente alto e com uma riqueza de timbres impressionante. Um som limpo e aquecido, além da versatilidade de poder ser usado como um amplificador para baixo, vocal e teclado.

Roland JC-120 Jazz Chorus

Outros amplificadores (amp) para tocar jazz e fusion seriam:

  • Fender Jazz King
  • Fender JazzMaster
  • Fender Blues Jr.
  • Roland Cube 60
  • Peavy Classic 30

Amplificador ideal para tocar Rock Clássico

Nesse caso exige uma batida mais forte. Então neste combos com porte maior é uma boa pedida, ainda mais se for valvulado! Mas amplificadores híbridos e de modelação digital de grande porte já dão conta do recado. Citar algum modelos específico seria complicado pois existe simplesmente uma variedade muito grande para esses casos, fora que existe subdivisões dentro do rock clássico, mas em suma, seriam dessa descrição acima.

Amplificador ideal para tocar música pop ou estilo eclético e variado

Ai é um caso mais complexo porque o guitarrista terá que avaliar bem a sua situação. A escolha tudo vai depender do som que ele faz, por exemplo, se está tocando numa banda de música pop, ou se está tocando numa banda que toca tal gênero mas também faz covers de outros estilos. Ou então, gosta mesmo de varir o som.Tudo isso soma a complexidade do cenário, e os timbres devem corresponder bem. Nesses casos em que hajam grande variedade de timbres um combo transistorizado de grande porte com dois falante de 10” ou um de 12” com uma boa pedaleira resolve o seu caso de variedade timbrística. Um Fender Frontman 212R com 100 w e dois falantes de 12” é um exemplo.

Fender Frontman 212R

 

 

 

 

Para os guitarristas que já tem uma certa linha definida de som que irá tocar, a coisa fica mais fácil.  Nesses casos com menor variedade de timbres uma ótima opção seriam amplificadores combos híbridos de bom porte, apresentando pelo menos uma válvula no estágio de pré-amplificação. Alguns pedais individuais em vez de uma pedaleira pode trazer ótimos resultados também.

Os amplificadores de modelação digital também conseguem suprir essas necessidades timbrísticas

Amplificador ideal para tocar Heavy Metal

Quando se fala em tocar heavy metal muitas vezes vem à mente aquele amplificador gigante de 4×12 que os super astros do metal usam. Mas caso a sua pretensão seja menor, mas já com os primeiros shows, um half-stack já resolve a parada.

Um Mesa/Boogie Dual Rectifier ou Triple são um dos preferidos para quem gosta de tocar metal, são amps de presença e respeito, apesar de caros, é um bom investimento para a banda, com ajustes que tornam os graves mais focados e rápidos.

amp para tocar heavy metal
Mesa/Boogie Dual Rectifier

O próximo amp para tocar metal que irei sugerir é um clássico e muito conhecido por quase todos, estou falando do cabeçote mais conhecido de todos, que é a série dos  Marshall JCM800, astros como o Slash do Guns e Dave Murray e Adrian Smith do Iron Maiden já tocaram já tocaram em um destes. No caso, estou me referindo ao cabeçote.

Cabeçote Marshall JCM 800

 

 

 

Agora falando de amplificador para um home studio ou pequenos ensaios um mini-stack como o Blackstar HT-5 é um ótimo amplificador para tocar metal.

Blackstar HT-5

 

 

 

 

Outros amplificadores (amp) para tocar heavy metal seriam:

  • Orange Tiny Terror (pequenos ensaios e home studio)
  • ENGL Invader (shows)
  • Diezel VH4 (shows)
  • Peavy 6505 (shows)
  • Laney GH-100 (shows)
  • Orange Crush 15 e 30 (em casa e pequenos ensaios)
  • Orange Rocker 30 1×12 (shows)

Outras marcas que você tem que conferir seriam os amplificadores da Bogner, Soldano e Randall.

Esperamos que essa matéria sobre Escolher o amplificador ideal pelo estilo musical possa ter clareado um pouco a sua visão. Lembramos também que alguns dos modelos sugeridos podem ser um pouco difíceis de serem encontrados no Brasil, exigindo assim uma importação.

Artigo sobre Escolha o amplificador ideal pelo estilo musical escrito e editado por JP.

Comentários

  1. Alexandre diz

    Achei bem mais ou menos tuas avaliações. Agora discordo totalmente do que você disse sobre o Roland jazz Chorus 120. Não acredito que você tenha tocado em um ou em vários, como eu já toquei. Esse amp foi usado um tempo realmente mais pelo pessoal do fusion que em sua maioria tem timbres parecidos, nenhum de deixar ninguém babando. Pois bem, esse jazz chorus é seguramente uma das maiores porcarias já lançadas. É impossível timbra-lo decentemente. Ele não tem riqueza de timbres nenhuma e muito menos soa quente, como você fala…logo minha dedução é de que não tenha usado um…se é que você toca guitarra.
    Sabe porque esse amp é arroz de festa em toda aparelhagem alugada? Porque é resistente, toca relativamente alto, com 2 alto falantes de 12 se impoe e sendo importado e com o nome pomposo, impressiona os trouxas..mesmo sendo feio de dar dó. Se você gosta de um timbre seco, médio agudo, pasteurizado, com um canal de distorção sofrível…é esse o amplificador..mas aconselho educar os ouvidos primeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


três × = 27