Dicas de Harmônica: Diferentes tipos de Gaitas

Olá pessoal, a partir de hoje eu irei começar a escrever para vocês uma série de matérias sobre hamônica, vulgo gaita de boca ou simplesmente gaita. Eu gostaria de passar informações úteis que um iniciante precisa saber para começar a tocar uma gaita. Então nada melhor do que começar com um tutorial sobre os diferentes tipos de gaitas.

Como muitos daqui já devem saber, exitem outros tipos de gaitas além das gaitas diatônicas e cromáticas, mas a marioria dos outros modelos e tipos de gaitas são para fins especiais ou efeitos especiais e não são tão comumente vistos. No entanto, isso não significa que não sejam divertidas de tocar.

Dicas de Harmônica: Diferentes tipos de Gaitas

dicas de harmônicaGaita Diatônica: Esta é a gaita padrão e mais comumente encontrada, também chamada de gaita de blues, a maioria dos profissionais usam este tipo de harmônica. As harmônicas diatônicas são mais encontradas no blues, rock, country, e no folk, mas certamente elas abrem caminhos para outros estilos também! A gaita diatônica tem 10 furos e uma extensão de três oitavas.

Em linhas gerais, o termo “diatônica” refere-se a uma seleção de notas que não tenham sustenidos e bemóis daquelas previstas pelo seu andamento. Por exemplo, algo que seja diatônico para C maior tem as notas C, D, E, F, G, A e B, mas sem sustenidos e bemóis; algo que seja diatônico para C# maior tem as notas C#, D#, E#, F#, G#, A# e B#, mas sem bemóis e naturais; e assim por diante.

No caso da gaita, significa geralmente que o layout  padrão do instrumento tenha as notas de uma determinada escala diatônica maior, permitindo uma execução individual das notas, com a opção de omitir ou repetir algumas notas, mas não há notas de fora dessa escala, exceto se você se utilizar da técnica bending para adquirir notas extras da escala. Isso pode ser feito tanto por inalação do ar quanto pelo sopro (expirar) das notas.

O bending é muito importante nestes tipos de gaitas, pois nem sempre será possível obter todas as notas de uma determinada escala diatônica. Esses tipos de gaitas normalmente você as encontrará afininadas na Escala Diatônica Maior em C (dó).

diferentes tipos de gaitasGaita Cromática: A gaita cromática é uma evolução da diatônica, criada para permitir a execução melódica de músicas em qualquer tonalidade, com modulações e acidentes eventuais e sem as variações de afinação produzidas pelo bend. A hamônica cromática é tipicamente usada no Jazz e na música clássica, mas também pode ser usada em vários outros estilos.

Na gaita cromática possui uma chave na lateral, que quando NÃO utilizada, permite que você toque uma escala maior normal na tônica da cromática (somente notas naturias sem acidentes). Quando pressionada, você tem todos os acidentes como bemóis e sustenidos. Isso permite que você toque em qualquer tônica e em qualquer tipo de escala. O bend não funciona tão bem no cromática como na gaita diatônica e, quando usado, é usado mais para um “efeito de bend”, ou em alguns casos, “meios bends”. Na maioria dos casos, você estará fazendo bem ao fazer uma nota com bend em meio tom abaixo.

As gaitas cromáticas normalmente possuem 12 ou 16 furos para uma extensão de três ou 4 escalas completas, sendo que atualmente já se fabricam gaitas cromáticas com 10 e 14 furos.

gaita tremoloGaita Tremolo: As gaitas tremolo basicamente são gaitas diatônicas construídas com orifícios duplos (por vezes 8, 10, 12 ou mais conjuntos de orifícios duplos), cada uma afinada para a mesma nota, mas com uma ligeira diferença na afinação em relação a outra. Como as duas palhetas foram feitas tanto para serem sopradas quanto para sugadas ao serem tocadas, essa ligeira diferença de afinação faz criar um efeito vibratório ou tremolo.

As gaitas tremolo são mais usadas para tais efeitos especiais. Elas não foram feitas para tocar blues, notas de bends, ou fazer qualquer coisa que não seja tocar as melodias mais simples. É uma gaita não indicada para iniciantes. De forma geral, no mundo todo, é o tipo de gaita mais tocada, principalmente na Europa e Ásia.

gaita oitavada / harmônica oitavadaGaita Oitavada: Essas gaitas com afinação oitavada são semelhantes às gaitas tremolo, no que diz respeito ao layout das palhetas e na sua musicalidade. Em vez das palhetas terem afinação para as mesmas notas, no entanto, cada furo duplo possui uma palheta afinada com um intervalo de uma oitava entre elas. O resultado disso é um som mais encorpado e forte, mas sem o efeito tremolo. Essas gaitas são uma espécie de guitarra de 12 cordas digamos assim, também não são recomendadas para os iniciantes.

 

Gaitas Diatônicas com Afinação Especial: Esta é para os músicos que não tocam nas gaitas cromáticas mas que ao mesmo tempo precisam de notas e escalas adicionais no seu repertório. Algumas dessas afinações incluem: escala menor natural; escala menor harmônica; escala maior afinada na segunda posição; “oitavas altas” (tônica de “G” e “oitavas baixas” (D, Eb, E, F, e F#).

Outros tipos: Outros tipos adicionais de gaitas estão disponpiveis para fins especiais, como trios de harmônicas, grupos e orquestras. Gaita de acordes, Gaita baixo, mini harmônicas de 4 furos são alguns dos exemplos dessas gaitas diferenciadas.

Assinem o nosso Feed para ficarem por dentro das novidades sobre dicas de harmônica!

Comentários

  1. diz

    E nunca entendi o porque de ter G duas vezes numa harmônica em C. Me incomoda quando eu desço a escala a espera de achar um A e travo no G repetido. Eu aprendi a afinar harmônicas e transpus o G pra A em todas minhas harmônicas. Mas ainda sim não entendo porque é tão difícil achar uma harmônica que na repita a nota no início. Só achei a Mastersolo que era assim, mas também só há em C.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


− 2 = sete