Dicas básicas para tocar baixo ao vivo

Olá, vamos ver então algumas dicas básicas para tocar baixo ao vivo? Todos nós já fomos pegos desprevenidos ao vivo por alguns dos motivos mais estúpidos. Supondo que você já chegou com todo seu equipamento presente, aqui estão algumas sugestões para ajudá-lo a impedir com que um show torne-se inesquecível por razões erradas! Este artigo sobre dicas básicas para tocar baixo ao vivo não se trata de técnicas mirabolantes para aumentar seu desempenho nos palcos, e algumas dicas podem parecer óbvias, mas acredite, esses erros são muito comuns, confira!

Dicas básicas para tocar baixo ao vivo

I – Sempre use um cabo de instrumento de boa qualidade – não economize nisto. Cabos baratos introduzem ruídos, reduzem a resposta de baixa frequência e são mais propensos a quebrar.

II Se você estiver usando uma backline (amps para guitarra/baixo e bateria acústica) procure checar se o master volume (e volume de entrada se houver um separado) está baixo antes de você ligar no cabeçote ou combo. Um engenheiro de som poderia sofrer uma parada cardíaca se visse um circuito aberto conectado.

III Se você estiver trabalhando a partir de uma setlist, em seguida, certifique-se de que os títulos das músicas estão grandes o suficiente para ver durante o show. Não confie em canetas esferográficas ou qualquer coisa vermelha porque as luzes coloridas durante o show vão tornar essas letras invisíveis. Um marcador preto é geralmente a melhor aposta principalmente se a lista estiver no chão. Esconde-a atrás de seu monitor, se puder.

IV Sempre leve consigo uma chave para ajustar o carrinho (saddles) da ponte de seu baixo. Sempre há presentes muito mais vibrações em um baixo do que em uma guitarra normal de seis cordas, isso significa que os parafusos tendem a se mover e a sua entonação pode ser ficar bastante comprometida, então faça verificações periódicas, usando uma chave L (Allen).

V – Sempre carregue uma lanterninha com você. Mesmo com os holofotes sobre você, caso ocorra algum mal imprevisto, tentar conectar algum cabo na parte de trás de seu amplificador ou gabinete pode ser um caso de sentir-se caminhando no escuro. Parece bobo, mas sempre deveria fazer parte de seu kit de “primeiros socorros”.

VI Sempre leve peças de reposição. Verifique se a bateria do seu afinador não estiver baixa, se estiver ficando baixa, troque-a. Se não tiver um segundo baixo em caso de quebrar alguma corda leve um conjunto de cordas.

VII Use um suporte para apoiar o seu baixo. Evite de encostar nos equipamentos, o seu instrumento agradece.

VIII Nunca apoie bebidas em cima do amplificador. Muitos cabeçotes morrem feito relâmpago se ocorrer de cair algo lá dentro causando um curto-circuito. Então é melhor evitar :)

IXSempre tente colocar o seu combo ou gabinete colado diretamente no chão do palco. Incliná-lo ou colocar no palco da bateria vai alterar as suas características de muitas maneiras, na maioria ruim.

X As luzes do palco podem cegá-lo sempre que você se lembrar onde seu pedal e pés estão. Recuar acidentalmente ou tropeçar neles seria uma indignidade final, fique ligado.

Se vocês tiverem mais algumas dicas básicas para tocar baixo ao vivo ou quiserem comentar, sintam-se a vontade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


× 3 = vinte quatro