Aquecimento para a mão direita no contrabaixo

Assim como com qualquer outra atividade física, você precisa preparar o seu corpo para tocar no baixo. Sem um exercício adequado, suas mãos simplesmente não serão fortes o suficiente ou coordenadas o suficiente para suportar longas horas. Alguns minutos por dia com exercícios adequados já vão abrir um bom caminho.

Aquecimento para a mão direita no contrabaixo

Inicie os exercícios deste artigo posicionando a mão direita sobre o contrabaixo. As letras que representam os dedos são as seguintes:

  • Dedo indicador = i
  • Dedo médio = m

Por ora, vamos só focar e trabalhar com a mão direita, vamos deixar a mão esquerda de férias por enquanto 😉

Mão direita: ataques na mesma corda

Quando você tocar as notas na mesma corda, você precisa ser capaz de alternar entre o dedo indicador e o dedo médio, para que você possa tocar as notas em uma rápida sucessão na mesma tonalidade. Os passos a seguir mostrarão como praticar estas batidas sempre na mesma corda.

1. Usando o dedo indicador (i) ou dedo médio (m) de sua mão direita, toque a corda E (a mais grossa).

Alterne entre os dedos i,m (toque com um dedo de cada vez) e mantenha sempre o mesmo som.

2. Puxe a ponta dos dedos através das cordas.

Não levante muito os seus dedos e nem faça slap nas cordas. Caso você faça o slap ele poderá criar um indesejado som causado pelo traste. Também não faça um pluck (plucking) para cima. Caso você faça o plucking ele também poderá resultar em um som fino ao vibrar sobre o captador. Seu ângulo de ataque deve ser no instrumento, para causar um timbre sempre característico.

Dê uma olhada na Figura 1 para o ângulo de ataque adequado para a sua mão direita. É esta técnica que vai te dar um som de autoridade, que é exatamente o que você quer como baixista.

Figura 1: Ângulo de ataque para batida (stroke) com a mão direita (clique na imagem para ampliar).

Toque uniformemente em cada corda, alternando entre os dedos indicador e médio. Com práticas diárias fará com que os seus dedos fiquem mais rígidos e resistentes, evitando as dolorosas bolhas..

Conforme você for tocando, você vai percebendo que o dedo que fez a batida volta a descansar na corda anterior quando você for tocar a  próxima corda adjacente inferior. Essa técnica é correta, pois faz abafar a corda que não está sendo tocada. No caso de você tocar a corda E, os dedos devem vir descansar contra o polegar (o mesmo deve estar bem firme). Veja na figura 2 a sequência descrita.

 Figura 2: sequência correta dos dedos.

Acentuação com a mão direita: controlando a força ao fazer os ataques

Esta seção vai fazer você desenvolver melhor a sua tocabilidade ao adicionar a acentuação, e assim, você ficará mais próximo de criar músicas em seu repertório.

Uma nota acentuada significa torná-la um pouco mais alta do que as outras notas. Para acentuar uma nota, apenas toque uma corda ligeiramente mais firme. Isso permite com que você controle o volume de cada nota conforme for tocando, e isso torna a sua bass line mais interessante.

Cuidado também para não acentuar demais uma nota, pois pode distorcer o som dela, deixando assim uma tonalidade indesejada (fora que cansa muito as suas mãos).

Siga estes seguintes passos para acentuar corretamente uma nota:

  1. Comece a tocar a corda E alternando entre os dedos i e m de sua mão direita.
  2. Acentue (ou seja, toque mais alto) cada nota que você fizer o ataque com o dedo i.
  3. Depois que se sentir confortável com esse dedo, faça o mesmo com o dedo m.
  4. Repita este mesmo exercício na corda A, e depois passe para as cordas D e G.

Quando você estiver confortável em fazer os acentos com ambos os dedos, então é hora de praticar isso em forma de exercício.

  1. Toque uniformemente, alternando entre os seus e os dedos i m. Pense nisso como uma sequência de quatro notas, onde você toca i m i m.
  2. Acentue a primeira nota de cada sequência (i sublinhado), tocando assim i m i m, i m i m, i m i m, e assim por diante.
  3. Quando estiver acostumado com a sequência i m i m, mude para m i m i.
  4. Acentue a primeira nota (desta vez, o primeiro m sublinhado), tocando assim m i m i, m i m i, m i m i, e assim por diante.
  5.  Repita este exercício em todas as cordas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


− um = 7