Categorizado | Contra Baixo

A anatomia e o nome das partes do baixo

Olá, dessa vez vamos mostrar o nome das partes do baixo, vendo pela internet, vejo que muitos sites deixam passar em branco alguns nomes das partes do baixo, mas nós do Portal Música vamos deixá-lo bem informado em relação à anatomia de um baixo. Em geral, a anatomia de um baixo é bastante semelhante a de uma guitarra, ambos apresentam peças que têm a mesmas funções em ambos instrumentos, como por exemplo, as tarraxas, pestana a ponte e as escalas.

Vamos ver então o nome das partes do baixo

 

partes do baixo

 

Algumas funções e características das partes do baixo:

Partes do Baixo – Corpo: Normalmente nos baixos o corpo tem um estilo sólido, embora alguns baixistas prefiram um corpo semi-oco, o que é melhor para um som mais limpo e acústico.

Partes do Baixo – Braço: O braço de um baixo deve depender do tamanho de sua mão. Os braços possuem uma variedade de formas como: redondo, oval, plano, “vee” e assimétricos. Naturalmente, se você estiver interessado em um baixo de 5 ou 6 cordas, o braço deve ser maior.

Partes do baixo – Comprimento da Escala: O comprimento da escala é o comprimento de vibração da corda, que é determinada pela distância entre a pestana e a sela da ponte. O comprimento da escala influencia tanto na qualidade tonal das notas produzidas quanto na tensão da corda em um tom particular. O tamanho do comprimento de uma escala é crucial para o tom final do baixo. Para aqueles que usam um baixo de 5 cordas, um braço mais longo é mais aconselhável para obter um som mais definido da corda B debaixo. Uma escala mais curta seria melhor para um baixo de 4 cordas, melhor para mãos mais pequenas e fará com que a corda G vibre melhor.

As escalas de baixo mais comuns seriam:

Escalas curtas – 30 polegadas.
Escalas médias – 32 polegadas.
Escalas Longas (padrão) – 34 polegadas
Escala longa em um baixo de 5 cordas – 35 polegadas
Escala extra-longa – 36 polegadas

Partes do baixo – Trastes: Alguns baixos não possuem os trastes, são os chamados baixos fretless, que na verdade são melhores para baixistas mais experientes, para os iniciantes não seria uma boa um baixo sem os trastes. Os trastes na verdade são baseados na base do comprimento de escala, portanto, escalas maiores possuem maiores distâncias entre os trastes.

Partes do baixo – Tarraxas: O tipo de tarraxa a ser usado é algo importante aqui. Ela permite a você fazer a afinação e manter a afinação. As tarraxas fechadas (blindadas) resistem às ferrugens e a elementos corrosivos no ar e, portanto, não requerem tanta manutenção ou substituição quanto às tarraxas abertas. Obtenha então o melhor tipo de tarraxa para o seu instrumento.

Partes do baixo – Braço parafusado, braço colado: Os baixos com o braço colado são mais fortes , e tem um melhor sustain das notas e uma melhor resolução. O braço parafusado oferece um som mais forte e brilhante, mas são mais prováveis de apresentarem pontos mortos.

Partes do Baixo – Fingerboard: Uma fingerboard revestida ajuda a produzir um som com muito mais sustain, e se encaixam bem com cordas round-wound. Uma fingerboard revestida para baixo soa mais natural.

Partes do baixo – Número de casas: Um baixo pode ter facilmente 21,22 ou 24 casas ou trastes. A maioria dos baixistas posicionam nas casas mais baixas, mas isso é uma questão de gosto pessoal..

Partes do baixo – Captadores : Os captadores são muito importantes para um baixo. Os captadores  provavelmente têm mais importância para o tom final do seu baixo do que qualquer outra combinação de madeiras para um tom perfeito. Para complicar a questão, um captador pode dar resultados muito diferentes em baixos diferentes. Mudar as cordas também pode afetar a resposta de um captador. Existe uma grande variedade de captadores para baixo tanto ativos e passivos no mercado. Ao escolher um baixo com captadores ativos lembre-se que,  a vida útil da bateria e a substituição se tornará um problema.

Partes do baixo – Madeira: Naturalmente a escolha de um determinado tipo de madeira irá influenciar no timbre e no peso do baixo, assim como uma série de outros fatores. Uma madeira mais leve é mais vantajosa para quem toca em pé, já que alguns modelos podem ser bem largos. Uma madeira comum para baixo mas leve e suave que produz um som meio grave é a swamp ash. Futuramente escreveremos um artigo a respeito das diferentes madeiras para o baixo.

Partes do baixo – Acabamento: Em um instrumento elétrico o acabamento acaba não afetnado tanto assim o som quanto em um instrumento acústico. Isto é algo em particular para você não se preocupar, já que os fabricantes de guitarra ou baixo fazem isso na medida certa.

partes do baixo

Exemplo de um modelo de um baixo sem os trastes, sem escudo, escala de 34'', 24 casas e 5 cordas.

Espero que este artigo sobre anatomia e o nome das partes do baixo possa ter esclarecido as suas dúvidas!

Gostou? Compartilhe!

Você pode gostar também:

2 Comentários para “A anatomia e o nome das partes do baixo”

  1. Zeponi disse:

    Parabéns pelo artigo, um dos mais completos que achei em português. saberia dizer a marca do baixo sem traste que está na foto? achei muito legal o modelo dele…

Trackbacks/Pingbacks


Deixar Comentário

Opine Já!

O que você quer ver no Portal Música?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...

Estamos no Facebook