6 dicas de como melhorar a tocabilidade no contrabaixo

como melhorar a tocabilidade no contra baixo

Este artigo sobre como melhorar a tocabilidade no contrabaixo , será focado não apenas para aqueles que estão começando a aprender, mas como também para aqueles que se sentem estagnados em seu aprendizado neste maravilhoso instrumento que é o baixo.

Muitas vezes entendemos a falta de paciência que nos remete ao aprender um instrumento musical, ainda mais neste dia a dia corrido em que a falta de tempo é constante, por isso mesmo, a disciplina é ainda mais importante, para mantermos o foco e não perdermos tempo nos estudos.

Então pensando nisto, neste artigo pretendo compartilhar com vocês dicas valiosas que irão melhorar a sua tocabilidade no baixo, assim como as suas técnicas! E por consequência, elevarmos a nossa mentalidade musical. Vamos lá:

Dicas de como melhorar a tocabilidade no contrabaixo

1) Estabeleça uma rotina de treino ou um treino bem objetivado

Muito dos melhores baixistas pelo mundo a fora tem uma rotina de treino bem definida, e não apenas treininhos aleatórios, isto só faz gastar o nosso tempo e não leva lugar algum.  Não importa o que você estiver treinando seja técnicas, estudo de escalas, leitura musical ou dedilhado, o importante é deixar de forma organizada.

bass_guitar_sterling_desktop_1152x864_wallpaperToda vez que eu pratico eu anoto o que eu estou trabalhando e onde eu parei. Dessa forma, na próxima vez que eu praticar esse assunto eu posso entender claramente onde eu terminei na última vez e continuar a partir desse ponto.

Ser organizado no que você estiver praticando na minha opinião é a coisa mais importante que você pode fazer para ajudar no seu desenvolvimento . Eu costumava praticar até ou mais de 12 horas por dia, e na maioria das vezes eu sentia que o meu treino não rendia por falta de foco e energia.

Uma coisa que eu gosto de fazer por exemplo é separar 30 minutos por sessão, para o negócio não ficar muito cansativo, assim as coisas ficam mais frescas na sua cabeça enquanto você não perde o foco, quando você ver, terá cada vez mais tempo para a sua vida enquanto evolui de forma prática. Normalmente eu separo sessões mais técnicas e mentais das demais assim eu não fico repetindo muito a mesma coisa. Desta forma, os músculos podem descansar enquanto eu trabalho em outras coisas. Provavelmente você vai ter que praticar mais de uma habilidade por aula  , por exemplo, quando se pratica um solado você também está praticando ao mesmo tempo a treinar o seu ouvido e o seu conhecimento das escalas no braço do contrabaixo.

Eu gosto também de ter uma rotina de treino em que os ciclos durem 2 dias. Isso mantém a sua prática e mente fresca. É importante entender que o tempo longe de seu instrumento é vital para que o seu corpo e mente absorvam as coisas.

Continuando..

2) Exercícios técnicos

O que entendemos sobre ser bom tecnicamente em um coisa? É justamente isso, dominar as técnicas, para isso devemos praticar exercícios puramente técnicos.Nós começamos com exercícios mais básicos e gradualmente aumentamos o seu grau de dificuldade, e então voltamos para os mais fáceis de novo, e você notará uma grande evolução.

3) Treine seus ouvidos

Aqui é uma parte em que separa a grande maioria dos músicos. Ter bons ouvidor e ouvir as notas significa distinguir a nota fundamental de outras notas e escalas. Enquanto você estiver praticando o seu contra baixo não se esqueça de ouvir bem as notas, se possível, cante junto com as notas.

4) Não corra nem fique pra trás, use metrônomo

Toque sempre na hora certa quando estiver praticando seja com amigos ou sozinho. Em ensaios é comum algum membro do grupo sair do compasso, então se você se acostumar a usar o metrônomo constantemente você condicionará o seu cérebro.

5) Saber ler as notas musicais

Leia as notas! Cada baixista deve finalmente aprender a ler e escrever as notas musicais. Aprenda a ler as notas na clave de fá e, eventualmente, na clave de sol. A literatura restante que pode ser útil para um baixista é escrito principalmente na clave de sol.

6) Aprenda e estude diferentes estilos

Ser capaz de tocar diferentes estilos autenticamente pode ser muito divertido e deve levá-lo a muitas oportunidades como músico. Como um baixista é o nosso trabalho e função em definir o estilo que estamos tocando . Nossas escolhas de notas e ritmos que nós tocamos compõem o estilo. Assim como o bom entrosamento com o baterista. Então ter estes discernimentos rítmicos nos torna melhores como baixistas.

Aqui vai uma lista de alguns dos benefícios em aprender diferentes estilos musicais:

  • Desenvolve confiança em si mesmo. 
  • Mais oportunidades aparecerão.
  • Melhora a sua reputação.  
  • Melhora o seu conhecimento musical e como baixista.
  • Exponha-se a diferentes culturas e músicos. 
  • Ajuda a desenvolver o seu próprio estilo.
  • Melhora a sua escrita e composições.

Comentários

  1. Rômulo diz

    Oi gostaria de pedir uma ajuda ainda sou novo no baixo e gostaria de seguir realmente o que está neste texto, porém não tenho uma boa ideia de como organizar a ordem e nem mesmo o que estudar, não consigo um professor por tanto estou estudando algumas apostilas que achei, ou livros mas ainda não acho que os exercícios neles são os melhores p/ mim se alguém pudesse me ajudar mesmo se for apenas me dizendo os links aqui deste site mesmo sobre qual tecnica, como ler, modos de tocar etc já seria de ENORME ajuda

    PS: desculpa pelo comentário grande está de noite e me empolguei nos textos aqui kkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


7 − quatro =